Hoje (04/05) a TPF S/A deu início ao TPF Strategy Days, evento anual que apresenta os principais resultados das empresas filiadas ao grupo, além das projeções e informações sobre o futuro da companhia.

O CEO da TPF S/A, Thomas Spitaels abriu o evento. Thomas destacou as preocupações acerca da Guerra na Ucrânia, iniciada em fevereiro deste ano, e reforçou o compromisso do grupo TPF com seus valores e com a defesa da democracia.

Abertura do TPF Strategy Days com o CEO Thomas Spitaels
Abertura do TPF Strategy Days com o CEO Thomas Spitaels

Após a apresentação do CEO, o CFO Philippe Thibaut fez uma retrospectiva do ano de 2021 apresentando os números consolidados da operação do grupo e alguns feedbacks sobre o processo de consolidação da organização. A TPF Brasil, que conta com a TPF Engenharia e a Synergia, recebeu o devido destaque em relação aos seus números de faturamento e EBITDA, que obtiveram excelentes resultados.

Neste primeiro dia, as unidades de negócios (países) da Bélgica, Marrocos, Romênia, Espanha, Polônia e Senegal apresentaram seus números de 2021 e um trabalho de destaque, bem como o orçamento para 2022, estratégia comercial e ações gerenciais para melhoria – como contabilidade analítica por projeto, entre outros tópicos. Confira os projetos apresentados:

Bélgica: Desenvolvimento da certificação Breeam Excellent para o Louvain-la Neuve Business Park, edifício de elevada qualidade ambiental, envolvendo baixo consumo de energia, luz natural e espaços arejados, recuperação de águas pluviais, painéis solares fotovoltaicos, mobilidade suave, infraestruturas para bicicletas elétricas e automóveis. Os equipamentos de serviços do edifício, como unidades de ventilação, filtros, instalações sanitárias e ventilação geral do edifício, foram adaptados para serem “covid safe”.

Marrocos: Desenvolvimento dos Centros de formação profissional financiados pelo MCC (Millennium Challenge Corporation) e instalados em diversas cidades marroquinas. Entre as instalações estão: Instituto de Desenvolvimento do Artesanato; Instituto de Artes Tradicionais; Instituto de comércio portuário, logística e indústria; Instituto de formação profissional para profissões de saúde e ação social; Instituto de Tecnologia Hoteleira e Turística; e Centro de formação regional em criação de pequenos ruminantes.

Romênia: Supervisão da Apata – Cata, os dois túneis ferroviários mais longos da Romênia dos últimos 30 anos, integrante da Brasov – Sighisoara Railway, de 130km. A ferrovia faz parte do Corredor Pan Europeu IV. O trecho supervisionado pela TPF possui 28,2km de extensão.

Espanha: Inspeção técnica de obras nos trechos 5 e 6 da Linha 7 do Metrô de Santiago, com 26 km de extensão e que atenderá 19 estações, todas subterrâneas. A TPF é responsável pela fiscalização de todas as obras civis, e a construção será dividida em seis seções independentes. A linha entrará em serviço em 2027.

Polônia: Construção do Olsztyn, estação ferroviária de Główny, juntamente com a modernização do sistema de via e plataforma e da infraestrutura ferroviária. O serviço inclui o desenvolvimento de um programa e conceito espacial, projeto de construção, obtenção de uma decisão de localização, obtenção de licença de construção, desenvolvimento de projeto executivo e supervisão da execução das obras.

Senegal: Assistência Técnica para renovação da bacia hidrográfica Hann-Fann, na cidade de Dakar. São 100 km de redes secundárias e terciárias, com aquisição de equipamentos específicos e de limpeza para implantação de um coletor que permitirá a drenagem de águas residuais da maior bacia hidrográfica da conurbação de Dakar, que abrange algumas cidades.

Na segunda etapa de apresentações, a TPF S/A apresentou a visão analítica do grupo, trazendo um destaque à TPF Brasil: a liderança no percentual da força de trabalho feminina, com 49% da equipe brasileira composta por mulheres.

A Responsabilidade Social Corporativa também foi tema destaque, com a apresentação do Plano de Desenvolvimento ESG e números de medição de CO2 na TPF. Está é uma pauta importante para todo o grupo, dadas as suas áreas de atuação.

“Os setores de infraestrutura e construção são atividades de longo prazo por natureza, o que aumenta nossa responsabilidade para com as gerações futuras. A proteção do ambiente, dos recursos naturais e a proteção das espécies são também essenciais na nossa atividade. Cabe a nós combiná-los com as necessidades e exigências de nossos clientes. Não são apenas fatores exógenos que devemos respeitar. Eles são parte integrante de nossos compromissos sociais e ecológicos para melhorar a vida das comunidades atendidas por nossos projetos”.

ESG e Controle do CO2 no TPF Strategy Days
ESG e Controle do CO2 no TPF Strategy Days
ESG e Controle do CO2 no TPF Strategy Days
ESG e Controle do CO2 no TPF Strategy Days