A TPF Engenharia começou a operar drones em meados de 2017, para suporte a serviços de supervisão e fiscalização e esse uso oferece maior precisão, rapidez e detalhamento para a realização de levantamentos topográficos.

O primeiro modelo de drone adquirido foi lançado em 2016 e destaca-se por ser portátil e de fácil operação em campo. Visto a necessidade de equipamentos mais eficientes, foi então adquirido um novo modelo que conta com um sensor da câmera de 1 polegada (conseguindo capturar mais detalhes em comparação ao drone anterior) e um novo conjunto ótico que possui um obturador mecânico, o mais recomendável para levantamentos topográficos por não causar ghosting (pequeno borrado quando uma foto se sobrepõe a outra).

Com o contínuo aumento da utilização de drones nos produtos, até meados de 2021 a TPF Engenharia já contava com cinco drones e, a cada semestre, há um aumento de 100% na utilização de drones na empresa. Com a aprovação dos clientes e crescente da demanda por novas funcionalidades, foi necessário mais um avanço nesse setor. No final de 2021, depois de deliberações da equipe e apoio da TPF S/A, foi adquirido um novo equipamento: um drone industrial e modular que possui uma maior autonomia de voo, com capacidade de 38 minutos em voo. Diferentes dos modelos anteriores, esse possui a possibilidade de operar com diferentes tipos de câmeras, incluindo infravermelho e multiespectral, abrindo espaço para maiores análises.

A aquisição deste equipamento permite uma maior produtividade no mapeamento, cobrindo maiores áreas em um menor intervalo de tempo, além da operação com chuva leve e com pouca luminosidade, devido aos seus sensores de infravermelho. Já no quesito segurança, conta com o sistema ADS-B (vigilância cooperativa para rastreamento de aviões ou transponder) que confere uma maior seguridade durante a operação, com alertas de aeronaves próximas. Além disso, com sua nova câmera, é possível uma melhor qualidade de imagem mesmo em altas altitudes. Ela vem acompanhada com várias tecnologias cinematográficas como 4K Apple ProRes e 5.2K cinemaDNG, que proporcionam o que há de melhor em resolução e detalhes de imagem no mercado de drones. A câmera também possui um estabilizador integrado e pode registrar até 20 fotos por segundo.

Modelo de drone utilizado pela TPF Engenharia

Em conjunto com a aquisição de um novo equipamento, a TPF Engenharia fez um upgrade na plataforma de processamento de imagens. Assim, é possível extrair ainda mais informações dos voos realizados como nuvem de pontos, curvas de nível, movimentações de terra, tudo com processamento em nuvem. Os produtos extraídos do processamento das imagens atendem todas as etapas da execução, desde o estudo de viabilidade à operação.

Com isso, a integração de novos equipamentos e aquisição de nova plataforma de processamento consolida ainda mais a expertise da TPF Engenharia na utilização de drones e resulta em entregas com altíssima qualidade, garantindo mais inovações aos seus produtos a cada ano.